sábado, 19 de novembro de 2011

12:5 - Pain of Salvation

Por Vinicius Dio

Pain of Salvation é uma banda Sueca que começou a trilhar seu caminho ainda em 1991 liderado por Daniel Gildenlöw (imagem ao lado) que além de vocalista e guitarrista é o principal compositor da banda. Com o passar do tempo e algumas mudanças, o grupo consolida sua formação, apenas em 1996, que consistia nos seguintes nomes: Johan Langell (bateria), Daniel Magdic (guitarra), Kristoffer Gildenlöw (baixo), Fredrik Hermansson (teclado) e o já citado Daniel Gildenlöw. A partir desse ponto da história, o grupo começa a enviar seus trabalhos para as gravadoras, conseguindo em 1997 lançar seu 1° disco, “Entropia”. Mais tarde, para ser mais exato em 1998, Magdic deixa a banda e é substituído por Johan Hallgren. Mesmo com tais mundanças de linne Up, o Pain of Salvation não perde o compasso, e todos os integrantes que passaram pela banda se mostram talentosíssimos na arte de tocar os instrumentos, que conseqüentemente são muito bem explorados dentro de um estilo mais experimentalista de metal progressivo.

Eu particularmente, não gosto do estilo da banda analisando na integra seus discos de estúdio, já que minha preferência musical esta mais voltada para uma sonoridade mais clássica, tradicional e direta, mas não posso negar que existe muita maestria nas canções de um modo geral, e que certas músicas me agradam bastante...

Porém, “12:5” é um disco para o qual eu tiro meu chapéu, realmente um excelente ao vivo acústico que agrada os ouvidos desde a primeira nota até a última. Tal disco surgiu de shows acústicos apresentados pela banda em seu país de origem. Trazendo a tona novas perspectivas de algumas das músicas de trabalhos anteriores. As músicas assim ganham um parâmetro musical mais “solto”, “exótico” e melodioso. O lado acústico caiu como uma luva para suas canções, conseguindo dar uma qualidade musical mais ampla e ainda melhor do que nas originais, porém sem perder a essência da banda.

Com um clima bem fundamentado, o Pain Of Salvation faz do 12.5 uma verdadeira obra de arte acústica, com muita expressão, personalidade e originalidade.


O álbum é divido em uma especie de conjunto de músicas que formam três partes, elas são: Book I - Genesis, Book II - Genesister e Book III - Genesinister. Infelizmente não consegui as 3 partes para disponibiliza-las aqui para vocês. Confiram então nós videos a primeira e a segunda parte do 12:5.






Até a próxima, pois aqui o rock nunca morre!


@SirAlghouti - V.D.

2 comentários:

  1. Me lembro de escutar essa banda há bastante tempo atrás quando estava começando a curtir metal e também deixá-la de lado. Não escutei esse cd ainda, mas vou procurá-lo.

    =**, Jowzinha
    Pensando Música.

    ResponderExcluir
  2. e depois vc diz q é na sorte achar essas bandas... rs

    ResponderExcluir